domingo, 26 de maio de 2024

EA remove jogos comprados a quem tiver jogos piratateados

A Electronic Arts parece estar a remover os jogos comprados aos jogadores que tiverem um jogo pirateado instalado.

Há utilizadores que se estão a queixar de terem os seus jogos EA removidos das suas colecções, e para os quais é apresentada a nada útil justificação de que os jogos foram removidos por um "motivo não explicado".

Aparentemente o verdadeiro motivo será estes jogadores terem algum jogo pirateado instalado. E a EA a ter assumido isso como ponto válido para que perdessem o acesso a todos os jogos que legalmente compraram; até mesmo jogos single player offline.
Se isto se vier a comprovar, será uma péssima medida. Há muito que sabemos que os jogos comprados nunca são verdadeiramente dos jogadores, por culpa das activações dependentes de servidores que inevitavelmente irão ser desactivados e deixar os jogadores sem acesso a esses jogos. Um fenómeno que faz com que seja igualmente inevitável que muitos jogadores sejam forçados a recorrer a versões pirata de jogos que até compraram legalmente, para os poderem continuar a jogar. Nem que fosse apenas por isso, esta medida da EA já seria completamente ridícula.

Também é fácil antever que, se optar por medidas deste tipo, apenas estará a dar mais motivos para que os jogadores se sintam traídos e considerem seriamente passar a usar jogos pirateados... derrotando por completo o propósito de combater a dita pirataria.


Actualização: Entretanto, a EA veio esclarecer que se tinha tratado de um problema nos seus servidores, e que os jogadores já deverão ter recuperado o acesso a todos os seus jogos.

sexta-feira, 24 de maio de 2024

Unreal faz 26 anos

Apreciado por muitos, potencialmente desconhecido pelas gerações mais novas, o jogo Unreal original foi lançado há 26 anos.

Hoje em dia o Unreal é sinónimo de um dos mais poderosos motores 3D, sendo usado em incontáveis jogos, e também sendo usado no cinema, TV, e muitos outros projectos. Mas tudo tem uma origem, que neste caso remonta ao jogo Unreal de 1988, da Epic MegaGames.

O jogo chegou numa altura em que os jogos 3D ainda eram maioritariamente jogados apenas com um CPU, e por isso maravilhava os jogadores com as suas inovações técnicas, como modelos 3D detalhados, suporte para luzes coloridas, etc. Mas as coisas entravam num novo patamar com o suporte para as primeiras placas gráficas 3D, da 3DFX e PowerVR, que o tornavam ainda melhor. O jogo também facilitava a criação de mods pelos jogadores, pelo que rapidamente conquistou uma vasta comunidade. No entanto, ninguém poderia imaginar, nessa altura, naquilo que o Unreal Engine se viria a tornar.


Ainda me lembro de nos juntarmos durante o fim-de-semana em casa de amigos, cada um levando o seu PC, para longas sessões de Unreal multi-player pela noite dentro. Onde invariavelmente a primeira hora (ou horas!) era perdida na configuração da rede, e dos jogos, para que tudo funcionasse como devia.

quarta-feira, 22 de maio de 2024

Microsoft apresenta Proteus Controller

A Microsoft apresentou o Proteus Controller, um gamepad modular de 299 dólares para jogadores Xbox com deficiências.

Desenvolvido pela ByoWave para a Xbox, este controlador sem fios é composto por pequenos cubos com painéis frontais intercambiáveis, incluindo botões, d-pad e sticks analógicos. Estas peças podem ser encaixadas de diferentes formas e permitem criar mais de 100 configurações diferentes, facilitando a vida a jogadores que usam apenas uma mão e que tenham limitações motoras. Também é possível configurar os botões através da app, para que se ajustem perfeitamente a cada pessoa.
O Proteus Controller será lançado ainda este ano e funciona com Xbox Series X/S, Xbox One e Windows 10/11, estando disponível para pré-encomenda por 255 dólares no site da ByoWave. O kit inclui um cabo de carregamento USB-C, dongle Bluetooth, pegas para um gamepad tradicional e dois grandes periféricos de um botão. A Microsoft também está a atualizar o seu Xbox Adaptive Controller de 99,99 dólares, lançado em 2018, para suportar mais acessórios. A nova atualização de firmware permitirá que cada porta USB suporte até 12 botões, um segundo stick e um hat switch, com lançamento público previsto para os próximos meses.

segunda-feira, 20 de maio de 2024

Jogadores Pokémon Go alteram OpenStreetMap para apanhar Pokémons raros

Jogadores do Pokémon Go estão a criar praias e florestas falsas nos seus quintais para tentarem apanhar pokémons raros.

A comunidade OpenStreetMap tem enfrentado um problema curioso derivado do jogo Pokémon Go. Como o jogo limita alguns tipos de pokémon a certos tipos de terreno (como praias, florestas, montanhas), alguns jogadores optam por tentar alterar o mapa de modo a criar essas zonas perto de si, nalguns casos chegando ao ponto de criar "praias" nos seus próprios quintais.

O OpenStreetMap é um projecto open-source que serve como alternativa ao Google Maps (e outros), e que para isso conta com a ajuda de voluntários para adicionarem detalhes aos mapas, acrescentarem novas estradas, locais, etc. Essa abertura está a ser abusada por alguns jogadores, que tiram partido da capacidade dos utilizadores fazerem e sugerirem alterações aos mapas, para adicionarem as tais zonas falsas só para efeitos do jogo.

Isto não é um problema exclusivo do OpenStreeMap, sendo que no passado também já se assistiu a alterações indevidas (não por causa de jogos) em serviços como o Google Maps - havendo até quem usasse essas alterações para prejudicar restaurantes concorrentes, trocando-lhes os horários para indicar que estavam fechados quando na realidade estavam abertos.

Como em tudo o que esteja aberto a alterações por parte do público, torna-se indispensável assegurar que essas alterações sejam realmente válidas, e não feitas de forma abusiva, quer seja para prejudicar negócios ou simplesmente para tentar ter algum benefício num jogo.

sábado, 18 de maio de 2024

Asus ROG Ally sem solução para SDs danificados?

A consola ROG Ally tem um problema no leitor de cartões SD, e a ASUS parece não ter uma solução definitiva.

A ROG Ally faz parte da recente geração de "consolas PC portáteis", mas infelizmente parece sofrer de um problema congénito que poderá não ter solução.

Pouco após o lançamento, alguns utilizadores começaram a detectar problemas no seu leitor de cartões SD, que podiam falhar e até danificar os cartões de memória instalados. A Asus acabou por reconhecer o problema e disse que isso deveria estar relacionado com a temperatura de funcionamento, lançando posteriormente uma actualização que aumentava a velocidade da ventoinha para o tentar minimizar. Mas o problema nunca ficou definitivamente resolvido, e já fez com que a marca expandisse o período de garantia nos EUA de um ano para dois anos. E apesar de estar a fazer a troca do leitor SD e até a substituir cartões SD danificados, a grande questão é que até clientes que tiveram esta reparação feita pela marca estão a deparar-se novamente com problemas nos cartões SD.

Por esta altura tudo parece indicar que se trata de um defeito permanente para o qual a ASUS não tem qualquer solução definitiva. Pelo que, como tal, será desaconselhado utilizar cartões SD na ROG Ally (pela parte menos negativa, o processo de troca do seu SSD interno é bastante simples, sendo essa a alternativa recomendada para quem desejar expandir a sua capacidade de armazenamento).

Related Posts with Thumbnails