terça-feira, 17 de março de 2020

Microsoft revela todos os detalhes da Xbox Series X


Numa medida de transparência surpreendente, a Microsoft deu a conhecer todos os pormenores técnicos - incluindo mostrar a consola e componentes - da sua próxima consola Xbox Series X.

Numa área habitualmente dominada pelo secretismo, a MS abriu literalmente a sua nova Xbox Series X ao mundo, para que todos possam ver o próximo passo da geração Xbox, e aquilo que se poderá esperar no final deste ano.

As características técnicas e tecnologias aplicadas à Xbox Series X são impressionantes e não se esquecendo dos periféricos, com o novo controlador e aposta na latência reduzida.


O objectivo da MS é permitir jogar em 4K a 60fps (ou até 120fps), com aperitivos como conversão de jogos SDR para HDR sem impacto no desempenho, e também uma redução substancial no tempo de carregamento dos jogos. Para isso, a Xbox Series X aposta num sistema completamente renovado de armazenamento, que usa um SSD de 1TB feito por medida, que garante 2.4GB/s de transferências (com hardware de compressão dedicado, que o pode transformar em quase 5GB/s, ou mais, dependendo dos conteúdos).

E este sistema não é "apenas" um SSD. Os jogos poderão aceder ao SSD como se fosse memória virtual, e por esse motivo surge também outra surpresa inesperada - a possibilidade de expandirmos essa capacidade com um SSD externo em "cartão", com precisamente o mesmo desempenho. (Embora se possa usar discos e SSDs convencionais via USB para jogos das gerações anteriores, os jogos nativos Series X só poderão ficar na memória interna ou neste cartão SSD, precisamente por estarem concebidos para tirar partido dessa funcionalidade - falta ver quanto é que a MS irá cobrar por destes 1TB externos...)

Mas com isso, é também possível saltar entre 4 ou 5 jogos em 4 ou 5 segundos e ficar logo no ponto em que se estava, sem necessidade de esperar 20 ou 30 segundos (ou mais) para que o jogo seja carregado - normalmente seguido de mais 20 ou 30 segundos para se carregar o nível em que se estava. A consola grava um "snapshot" do estado do jogo sempre que se muda para outro, e que fica na sua memória interna, pelo que o carregamento rápido dos jogos permanece mesmo após se ter feito um reboot.

Muitas coisas boas... que são dissecadas em duplicado nos vídeos que se seguem:




Actualização: A Sony também já revelou alguns detalhes da PS5.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails