sexta-feira, 8 de julho de 2016

Já vimos o The Legend of Zelda: Breath Of the Wild ao vivo


A convite da Nintendo, tivemos ontem a excelente oportunidade de jogar a demo do próximo jogo da saga "The Legend of Zelda", um dos mais aguardados de sempre. Infelizmente não nos foi permitido captar imagens, mas aqui ficam as nossas impressões.

Pela primeira vez é possível jogar um Zelda num mundo aberto sem ter um gameplay completamente linear, uma novidade para a série, quebrando assim com todas as barreiras anteriormente conhecidas. Neste "Breath Of the Wild", Link passa a poder trepar muros e montanhas, havendo apenas um limite de stamina que é reposto de cada vez que ele volta a estar com os pés em terreno plano. As armas também não duram para sempre, sofrendo danos e acabando por se desfazer. Mas, podemos apanhar muitas das armas espalhadas pelo reino. Podemos ainda cortar árvores e usar essa madeira como tocha.

Espalhado por todo o mapa existem vários powerups que podemos obter ao conseguir ultrapassar os desafios que nos são colocados. Estes powerups são essenciais para podermos prosseguir com a história principal. O escudo pode ser usado como snowboard o que dá uns momentos de diversão interessantes. Podemos ganhar um paraglider o que simplifica as viagens a partir de locais elevados já que o mapa é... gigantesco.

O jogo é demasiado complexo para poder descrever todos os pormenores e detalhes do mesmo. Confesso que fiquei surpreendido pela fluidez do jogo, considerando que está a correr na Wii U, que nós sabemos não estar ao mesmo nível das outras da "mesma geração" (mas está mais que visto que a próxima "NX" irá brilhar neste jogo, levando-o a outros níveis.)

Pela positiva está também o ângulo de câmara e a visualização na terceira pessoa que não distorce a visão do jogo nem dá origem a enjoo visual deste vosso escriba. Pela negativa está o controlo da câmara que, não sendo possível inverter os eixos, torna-se confuso. Certamente que na versão final esta (e muitas outras configurações) estarão ao alcance do jogador. A demo que estava disponível era a mesma que foi apresentada na conferencia E3 e que permite 15 minutos de jogo antes de terminar.

Agradecemos à Nintendo Portugal esta oportunidade de jogar um dos jogos mais esperados dos fãs da série Zelda.




Por: Luis Correia

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails