sábado, 17 de janeiro de 2015

No Man's Sky poderá ser um universo desolador para os jogadores


O jogo No Man's Sky tem sido um dos que mais tem dado que falar, prometendo um universo imenso gerado matematicamente, e onde as imagens de luxuriantes e diversificados planetas alienígenas nos fazem sonhar com as aventuras que se tornarão possíveis. Mas parece que este jogo poderá afinal tornar-se num verdadeiro desespero, um pouco mais aproximado daquilo que se imaginaria ver na realidade.

Os criadores dos jogos dizem-nos que a grande maioria dos planetas, cerca de 90%, serão planetas sem qualquer vida. Nos restantes 10%, continuaremos a ter grande probabilidade de encontrar planetas que apenas têm ervas e arbustos; sendo que só em 10% desses 10% poderemos encontrar vida animal.

Mas mesmo aí as probabilidades não são a nosso favor. Só em 10% de 10% de 10% é que poderemos encontrar animais ligeiramente mais complexos, e as probabilidades voltam a reduzir-se para o caso de animais mais evoluídos, e novamente para o caso de animais como os dinossauros, fazendo com que a a hipótese de encontrarmos um planeta assim seja, literalmente, uma num milhão!

Os criadores do jogo dizem que se assim não fosse rapidamente se perderia o factor "maravilha" de se encontrar algo especial no Universo, e que espera que os jogadores dêem mais valor ao que encontrarem (sendo também possível que jogadores menos pacíficos possam obliterar estes planetas com vida, reduzindo-os a escombros - algo que irá complicar ainda mais as probabilidades dos jogadores.)

Esperemos é que de um dos jogos que mais expectativas criou nas últimas décadas, não se venha a revelar um jogo onde sejamos condenados a passear de planeta deserto em planeta deserto, rapidamente fazendo-nos repensar se não teremos nada melhor para fazer.

Os últimos rumores apontam para que a versão para a PS4 poderá chegar já em Maio, com uma versão para PC a ficar disponível mais tarde.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails