terça-feira, 24 de dezembro de 2013

No Man's Sky - um jogo completamente gerado matematicamente


Se são fãs do clássico Elite de Dabid Braben então vão adorar este No Man's Sky. É que tal como este jogo que fez sonhar várias gerações de pessoas, ao conseguir fazer o impossível - colocar um "universo" com diversas galáxias com centenas de planetas cada uma, na reduzida memória dos microcomputadores da década de 80 (incluindo o ZX Spectrum com os seus 48KB) - também este No Man's Sky recorre à mesma técnica de mundos gerados matematicamente para nos oferecer um Universo praticamente ilimitado sem que tenha que gastar "terabytes" de espaço.

Tudo aquilo que se pode ver no jogo, dos planetas aos asteróides, das plantas às montanhas, e passando pelas próprias naves espaciais é calculado matematicamente pelas fórmulas do jogo.

... Penso que bastará ver o seguinte vídeo para se ver o quanto a "geração procedural matemática" evoluiu desde os tempos do Spectrum. :)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails