quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O Fim da Era das Consolas?


Há muito que venho a dizer que a evolução das vendas das consolas é preocupante para a Nintendo, e que a mesma cometeu um enorme erro ao desperdiçar anos ao não encarar os smartphones como uma verdadeira ameaça - e digo-o de consciência perfeitamente tranquila, tendo sido um dos primeiros compradores da DS Lite e da Wii no nosso país (e sendo também o responsável por que muitos amigos ficassem igualmente "viciados" nestas pequenas maravilhas).

Mas assim que o iPhone chegou, rapidamente constatei uma mudança que me pareceu inevitável: se dantes transportava a DS para todo o lado para me entreter nos períodos mortos, com um iPhone no bolso e com jogos com cada vez maior qualidade isso começou a ser cada vez menos apelativo... e por muitas saudades que alguns dos jogos me deixavam (Mario Kart em multiplayer), a DS acabou por ir ficando cada vez mais sozinha e esquecida. Isto aconteceu comigo, e imagino que tenha acontecido com muitos outros milhões de pessoas por todo o mundo que se renderam à comodidade de ter que transportar apenas um aparelho consigo... embora haja também quem se recuse a querer ver/ouvir isto.

Agora surge um relatório sobre as vendas da Nintendo e Sony que não deixa margens para dúvidas e mostra precisamente ao ponto a que as coisas chegaram.


Poderá dizer-se que o facto deste declínio acentuado ter começado em 2009, ano em que o iPhone 3GS foi lançado e chegou a todo o mundo, seja apenas uma mera coincidência. Mas penso que isso seria novamente enfiar a cabeça na areia e ignorar a realidade.

Em abono da Nintendo, esta evolução não a afecta apenas a si, já que também a Sony (e a Microsoft, se se dignasse a revelar dados) sofrem com este mesmo fenómeno - embora seja mais marcante no segmento das consolas mobile... e no caso da Nintendo, também na nova Wii U, que tem falhado em cativar o público (e que continuo a dizer que desperdiçou o ano de avanço que teve sobre as concorrentes).


Há quem diga que estes números mostram claramente que estamos a assistir ao fim da era das consolas de jogos; que serão ultrapassadas pelos smartphones que vão ganhando cada vez mais capacidades e que com facilidade poderão enviar um jogo para qualquer televisão... E concordo que isso seja inevitável - sendo apenas uma questão de saber se é algo que acontecerá "já", ou se ainda demorará mais quatro ou cinco anos para se concretizar de forma inequívoca. Isso será algo que poderemos avaliar mediante a recepção inicial das novas Xbox One e PS4, e de que forma é que contrariarão (ou não) a tendência preocupante que podemos ver nestes gráficos.



[republicado do Aberto até de Madrugada]

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails