quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Nintendo deixa de vender consolas e jogos no Brasil


Más notícias para os fãs brasileiros da Nintendo; a marca nipónica cujas consolas e jogos têm conquistado os jogadores ao longo das últimas décadas vai deixar de vender os seus produtos no Brasil.

A Nintendo tem tido dificuldade em conquistar clientes com a mais recente Wii U, com a qual apostou no inovador controlador com touchscreen incorporado, mas que está longe de conseguir cativar o mercado como a sua antecessora o fez; mas isso não a impede de desistir de vender em certos países. A Nintendo vai sair do Brasil e a culpa são os impostos elevados que o país aplica sobre os produtos importados.

O Brasil é um mercado altamente apetecível para todo o tipo de produtos, com muitos milhões de pessoas ávidas por produtos tecnológicos; mas cujo acesso aos mesmos é dificultado pelas suas políticas. O Brasil aplica taxas elevadas sobre produtos vindos de fora, como forma de incentivar que as empresas se estabeleçam no país e lá produzam os seus produtos. Nalguns casos isso é conseguido... noutros casos, não.

Neste caso da Nintendo (que não é a única empresa a sofrer com estas medidas - a PS4 da Sony custava mais de 1800 dólares no Brasil por altura do seu lançamento), o "incentivo" não funcionou, e o resultado foi a saída oficial do país, deixando que os seus fãs fiquem agora à mercê das empresas de importação não oficiais - faltando ficar por esclarecer como ficará a questão das compras e serviços online para quem se encontrar nesta região.

Não é de estranhar que os jogadores brasileiros se prefiram concentrar nos jogos PC, e principalmente no número crescente de jogos Free-2-Play gratuito. Afinal... mesmo aplicando um taxa de 1000% sobre 0 euros o valor continua a ser 0 (pelo menos por enquanto!)

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails