domingo, 7 de junho de 2020

Domina a aventura espacial com o Kerbal Space Program


O Kerbal Space Program é um jogo de simulação espacial, e bastarão algumas horas de jogo para ficarem a perceber melhor a mecânica da navegação do que conseguiriam a ler artigos em livros ou na internet.

Embora seja um jogo já com quase uma década(!) estava a adiar falar-vos deste Kerbal Space Program (KSP) por estar à espera que saísse o novo Kerbal Space Program 2. Infelizmente, também este jogo sofreu com o confinamento do Covid-19 e viu o seu lançamento adiado para 2021. Por isso, e considerando que estamos num momento único - com o lançamento de astronautas pela SpaceX - mais vale falar dele agora, para o dar a conhecer a todos, em vez de aguardar mais um ano.



O KSP é um jogo, sim; mas é também um simulador espacial que tem em conta todos os elementos reais: peso, massa, gravidade, aceleração, velocidade, órbitas, etc. Embora eu sempre me tenha sentido interessado pelo espaço desde que me lembro (sim, era daquelas crianças que escrevia para os vários centros da NASA, e ficava imensamente orgulhoso quando eles me respondiam enviando fotos, autocolantes, e outras coisas), confesso que me escapavam muitos dos pormenores da navegação espacial.

Uma coisa é ter noção de que estar em órbita é, na verdade, estar numa trajectória de queda constante; outra é perceber porque motivo as movimentações em órbita têm que ser tão "complicadas". É esta última parte que faz com que seja complicado explicar a alguém que, se estivessem na ISS e se atirassem em direcção à Terra, acabariam unicamente numa órbita ligeiramente mais elíptica, sem nunca "caírem". Felizmente, isso é o tipo de coisa que fica logo esclarecido assim que fizerem os tutoriais iniciais do jogo, que nos levam pelos voos simples, seguido de voos sub-orbitais, atingir a órbita, e posteriormente chegar à lua e outros planetas.


Depois de dominado esses conceitos que replicam na perfeição aquilo que se faz na realidade, podemos dar asas à imaginação para criar todo o tipo de máquinas alucinadas.


Incluindo como poderia ser um mega-foguete capaz de nos fazer chegar a Marte e regressar, de uma só vez - sendo que a parte mais curiosa é que, se funciona no jogo, seguramente também funcionaria na vida real - se alguém cometesse a loucura de o construir na realidade. :)


Se tiverem qualquer mínimo de interesse pelo espaço, não deixem de experimentar o jogo, que vale todos os minutos que lhe dedicarem.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails