sábado, 9 de maio de 2020

Como funcionavam as cassetes do ZX Spectrum


Depois de termos visto como nasceu o ZX Spectrum, temos agora uma exploração técnica sobre como usava as cassetes para guardar dados digitais.

Tendo como objectivo ser um micro-computador acessível, o ZX Spectrum recorria a um dos dispositivos mais populares da época para guardar os dados: as cassetes. A diferença é que em vez de música tínhamos um chilrear estranho, que depressa passou a ser bastante conhecido de toda uma geração que se habituou a fazer LOAD "", e a recear os temidos erros R TAPE LOADING ERROR.




Com seu poderoso CPU Z80 a 3.5MHz, o ZX Spectrum gravava os dados usando ciclos de diferente duração para sinalizar os bits 0 e 1, com uma frequência de 2045 Hz para os zeros, e de metade para os uns (embora alguns jogos usassem "turbo-loaders" que aumentavam estas frequências para carregarem os jogos mais rapidamente).

Ainda assim, dependendo da quantidade de 0 e 1 de um programa, isto significava que carregar 48KB de dados poderia demorar até 6 minutos. Para por as coisas em perspectiva, se se quisesse guardar um único ficheiro MP3 com 3MB usando este sistema, demoraria cerca de 5 horas (e várias cassetes).

No entanto, há coisas que nunca mudam. Na altura tínhamos que esperar minutos para que um jogo arrancasse; hoje em dia continuamos a ter que esperar para que os jogos sejam carregados, ou que façam o load dos save games ou níveis adequados, ou que percam ainda mais minutos a fazer as constantes actualizações, só que agora em vez de 48KB, frequentemente falamos de 48GB!

Vamos lá ver se a próxima de geração de consolas (Xbox Series X e PS5) realmente cumpre com o objectivo de fazer com que os jogadores nunca mais tenham que esperar por um jogo a carregar ou com tempos de loading pelo meio.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails