segunda-feira, 11 de setembro de 2017

Criadores do FireWatch dão "corte" a PewDiePie


A Campo Santo, estúdio que criou o fascinante FireWatch diz ter chegado ao limite da paciência e dá um corte total nas relações com PewDiePie, que volta a estar envolvido em polémicas relacionadas com insultos raciais.

PewDiePie, que no passado já perdeu alguns negócios proveitosos ao ter feito a "brincadeira" de pagar a dois indianos para exibirem um cartaz "morte aos judeus"; volta a ferir susceptibilidades ao chamar "negro" a um jogador durante um stream - palavra que nos EUA tem teor extremamente racista e que obviamente não passou despercebida.

A verdade é que mesmo que a palavra tenha sido dito "sem intenção" e apenas como forma de expressão, é algo que uma pessoa com mais de 50 milhões de subscritores no YouTube não pode fazer sem estar consciente das possíveis consequências... ainda mais considerando os seus antecedentes.

Por isso, a Campo Santo já recorreu ao DMCA para exigir que o YouTube remova todos os vídeos dele que contenham imagens dos seus jogos (actuais e futuros), por acharem que já não há paciência para aturar o PewDiePie e apelando a outros developers e estúdios que façam o mesmo para se afastarem da associação com este personagem...

Resta saber se o motivo desta remoção dos vídeos não será apenas obterem publicidade para si próprios à custa deste incidente...

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails