segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Crianças preferem jogar nos smartphones e tablets que nas consolas e PCs


Não será surpresa para ninguém, mas nos jovens até aos 17 anos, a tendência tem sido de um aumento gradual da utilização dos dispositivos móveis para os jogos, que se faz ressentir no uso das consolas e PCs.

Claro que também se terá que ter em conta que uma criança terá certamente mais probabilidades de ter o seu próprio smartphone ou tablet, do que um PC "artilhado" preparado para os jogos - e por isso seria interessante ver como seria a distribuição nas restantes faixas etárias, para saber se à medida que a idade avança esses jovens irão transitando para as consolas e PCs. (Se assim não for, será muito mau sinal para o futuro das consolas e PCs enquanto plataformas para jogos.)

... Mas, fico também curioso por saber o impacto que a chegada dos sistemas de realidade virtual irá ter no segmento; e embora o seu custo elevado inicialmente vá limitar um pouco a sua adopção, imagino que seja apenas uma questão de tempo até que o seu efeito possa causar grandes "reviravoltas" neste segmento dos videojogos e entretenimento.

1 comentário:

  1. Até há pouco tempo atrás só a Nintendo é que não sabia disto...

    ResponderEliminar

Related Posts with Thumbnails